Últimos Tweets @UseFashion

Encerrrado na última sexta, 22, o São Paulo Fashion Week mostrou que a moda brasileira está cada vez mais alinhada às tendências globais, apresentando os listrados e geométricos em p&b, além de bordados como hits para o verão 2013/14. Sem esquecer de toda a brasilidade e o aprimoramento do design nacional nas peças.

Listrados e geométricos em p&b

Quase uma unanimidade nos desfiles, as padronagens listrada e geométrica são uma indicação certeira para o verão 2013/14. Não importa a direção, horizontal, vertical, diagonal, essas estampas invadiram a passarela especialmente no clássico p&b.

Bordados

A brasilidade é evidenciada através do trabalho superelaborado da aplicação de bordados nas peças. Seja para realçar as cores vibrantes ou para acentuar peças minimalistas, eles não ficaram de fora da temporada.

Para encerrar a edição de verão 2013/14 da SPFW, o lindo desfile de Lino Vilaventura. Como o próprio estilista descreve, uma coleção pautada por uma mistura de referências, culturas, lembranças e imagens guardadas no acervo de sua vida.

Entre os tecidos utilizados, bases de seda pura como tafetá, organza e gaze, tules, cetim e jacquard também de seda. Na cartela de cores, preto, ocre, cobre, ouro e nude. Como destaque, os bordados tanto para a coleção feminina quanto masculina e lindos vestidos em devorê.

Veja todas as fotos do desfile com ZOOM, clicando aqui.

Os conjuntinhos ganharam destaque nos corredores da Bienal. Seja com blazer, blusa, saia ou calça, eles apareceram bem estampados, em cores fortes ou neutras. Vale apostar nos mais descolados, como o estampado de maxifloral, até os mais discretos, como o de padronagem em ziguezague.

 

Um acessório também marcou presença no São Paulo Fashion Week. O chapéu apareceu em diferentes tamanhos e cores variadas.

Marcos Costa resolveu ousar nas unhas do desfile de Lino Villaventura. Ele esfumou os dedos com pigmento colorido, e cada modelo ganhará uma cor diferente. “É o novo esmalte”, diz. 

O maquiador afirma que não há tema de inspiração na coleção, mas a palavra-chave é “mistério”. A pele é toda feita de base e pó, com áreas de sombra e de luz. “O Lino criou máscaras que cobrem boa parte do rosto, então o que aparece é a região perto dos olhos”, explica. Nas sobrancelhas, um esfumado. A boca é natural.

Com a proposta de desmistificar o romantismo, R.Rosner desenvolveu seu verão 2103/14, reproduzindo em seus vestidos imagens de princesas tanto de conto de fadas quanto da vida real e do imaginário do estilista. Uma coleção exuberante com volumes localizados, fluidez, transparência e muito bordado com pedrarias e cristais. 

Entre os materiais, organza, gazar, zibeline, cetim de seda, tule e rendas. Na cartela de cores, prevaleceram os tons claros de branco, off-white, rosa e cinza-claro, seguidos de preto e vermelho, que fechou o desfile.

               

Veja todas as fotos com ZOOM clicando aqui.

Backstage Lino Villaventura

A azulejaria portuguesa serviu como inspiração para o lindo trabalho de estamparia da coleção Têca Verão 2013/14. Uma coleção fresca, sofisticada, com uma silhueta solta e fluída. Vestidos lânguidos e conjuntos de saias longas e tops foram as peças-chave, em contraponto com vestidos curtíssimos. Das estampas típicas rebuscadas em tons de azul e branco, às ramagens em tons suaves e contrastantes, tudo era muito feminino.
Outro ponto de destaque foram os bordados vazados, característicos do artesanato do Rio Grande do Norte, tanto nos looks brancos e delicados quanto nos pretos com uma proposta mais sofisticada.

            

Confira todas as imagens do desfile com ZOOM, clique aqui.

Com o objetivo de transformar um calçado em uma joia e mostrar o quanto ele pode ser precioso, nasceu o Projeto Ápice, lançado nesta sexta-feira, 22, durante o São Paulo Fashion Week. O desafio motivou Gloria Corbetta e Jorge Bischoff a criar cinco peças – dois sapatos, duas carteiras e um bracelete –, que foram expostas durante a semana de moda. 

image

A ideia surgiu durante a 55ª Feira Nacional da Indústria de Joias, Relógios e Afins (Feninjer), quando os presidentes do IBGM, Hécliton Santini Henriques, e da Apex–Brasil, Maurício Borges, encontraram-se com o diretor executivo da Abicalçados, Heitor Klein, para sugerir um trabalho de co-branding que uniria designers dos dois segmentos de moda brasileira: joias e calçados. Com o nome inicial de Sapato-Joia, a ideia seria desenvolver alguns produtos que unissem características das duas indústrias. Em reuniões internas e conversas entre as duas associações, chegou-se aos nomes dos designers. 

Read More